1
COMIDA DO FUTURO? PÃO DE BARATA? NOSSA COORDENADORA VAI MUITO ALÉM DA GESTÃO ACADÊMICA

Notícias

Fastech Notícias COMIDA DO FUTURO? PÃO DE BARATA? NOSSA COORDENADORA VAI MUITO ALÉM DA GESTÃO ACADÊMICA
Diminuir texto Aumentar texto

COMIDA DO FUTURO? PÃO DE BARATA? NOSSA COORDENADORA VAI MUITO ALÉM DA GESTÃO ACADÊMICA

Postado em 02/03/2020
COMIDA DO FUTURO? PÃO DE BARATA? NOSSA COORDENADORA VAI MUITO ALÉM DA GESTÃO ACADÊMICA

A coordenadora acadêmica Lauren Menegon, até o dia 23 de dezembro de 2019 teve três artigos aprovados e publicados em revistas internacionais, o assunto principal desses artigos, como insetos podem virar comida rica em nutrientes, que muitas vezes supera o valor nutricional de alimentos convencionais, como carne bovina e até mesmo o peixe.

Os benefícios são inúmeros quando incluímos insetos na nossa dieta, explica Lauren, além de uma fonte rica em proteínas, ainda existem vitaminas D, B2 e até mesmo o Ômega 3. No entanto no Brasil, o consumo de insetos não é comum como em países asiáticos, por isso nossa coordenadora acadêmica em parceria com outra engenheira de alimentos começaram em 2013 uma pesquisa sobre como aumentar a aceitação do consumidor em relação ao consumo de insetos e com isso em 2014 o primeiro pão de barata foi assado. Isso mesmo, barata.

As baratas cinéreas, de origem africana e produzidas em laboratório, são próprias para consumo humano

No entanto, não são essas baratas comumente achadas no Brasil, o inseto utilizado é a barata cinérea, que depois de várias analises e estudos, para verificar condições higiênicas e sanitárias do inseto e porcentagem proteica foram encomendadas com um criador certificado pela Agencia Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), sendo produzidas em cativeiro e sendo próprias para o consumo humano.

O processo de fabricação do pão começa quando as baratas chegam desidratadas e passam por um moedor específico, após esse processo as partículas obtidas são peneiradas até que a farinha fique homogênea, para a receita são utilizadas 9 partes da farinha de trigo tradicional para 1 parte da farinha de barata. Os resultados foram tão positivos que a farinha foi adicionada em pães, bolos e até mesmo em barras de cereais.

Sobre o sabor, nossa coordenadora afirma que é muito parecido com o sabor de um pão integral, e em testes feitos a aceitação chegou a 82%, contudo, mesmo com essa taxa tão alta, esses pães não poderão ser comprados tão cedo no país, já que o consumo de insetos não é regulamentado no Brasil e o hábito é pouco difundido pela população.

Arquivo pessoal / Arquivo pessoal

Lauren Menegon e Andreza JantzenArquivo pessoal / Arquivo pessoal

Para saber mais sobre nossas pesquisas publicadas acesse aqui

FONTE: FASTECH NOTÍCIAS 02/03/2020


Receba atualizações da Fastech
E a cada atualização do Fastech, você receberá uma notificação em seu Email. (Verifique o lixo eletrônico também)

End.: Estrada Claudete, 442A - Jardim Curitiba, CEP: 78.555-810, Sinop-MT
Fone: +55 66 3015-1135
End.: Estrada Claudete, 442A - Jardim Curitiba, CEP: 78.555-810, Sinop-MT
Fone: +55 66 3015-1135
© Faculdade de Tecnologia de Sinop. Todos os Direitos Reservados
End.: Estrada Claudete, 442A - Jardim Curitiba, CEP: 78.555-810, Sinop-MT
Fone: +55 66 3015-1135 / 66 99630-3529
© Faculdade de Tecnologia de Sinop. Todos os Direitos Reservados